terça-feira, 4 de setembro de 2012

Londres 2012


As meninas do Brasil jogaram ontem contra Seleção da Holanda, que por sua vez foi superior e venceu a partida.
O Brasil até agora com três jogos e três derrotas, mas com um volume de jogo significativo, pois jogou de igual pra igual contra as Seleções Austrália e Grã - Bretanha e finalizando as partidas com placares sempre próximos.
Até agora as meninas se mostraram guerreiras e com muita raça durate todos os jogos!
Um abraço à todos que acompanham os jogos via rede sociais!
Até a próxima partida!
Vaiiii Braaaaaaasil!!
Nossos destaques são Lia e Vivi, as duas são atletas da equipe All Star Girls - PA.

7 comentários:

  1. antes a cupa era da troca da comissao tecnica e agora a cupa e de qm?

    cade a monica ai nesse time? ela joga mto e ta bem em forma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. anonimo a culpa é do prof. Caju de colocar o Brasil realizando grandes jogos e mostrando a todo mundo a grande evolução da equipe,com atletas com idades aproximadas de 20 a 25 anos e que em 2016 estarão em plena forma, e espero que surjam outras meninas que se identifiquem com o basquetebol, porque não podemos nos amarrar em passado,não podemos chegar nos jogos de 2016 com uma seleção composta com atletas de 35 a 40 anos onde suas fases ja passaram no basquetebol e atleta do passado não ganha jogo.
      Anonimo deverias ´parabenizar toda comissão técnica e principalmente as meninas e maais ainda a atleta Lia que quebrou o record paralympico sendo a atleta que mais marcou ponto em uma partida. Porque tu não criticas o masculino que men se classificou.Pelo menos o feminino estava representando nosso conturbado basquetebol.

      Excluir
    2. os amantes de basquetebol em cadeira de rodas12 de setembro de 2012 09:23

      Não precisa se esconder por traz de um site para fazer comentarios que não ajudam em nada o basquetebol feminino realize uma ação contra atual comissão tecnica da seleção e recoloque suas favoritas pois trbalha e dificil falar e facil e so abrir a boca Os amantes de basquetebol em cadeira de rodas

      Excluir
  2. Não vamos falar dos que não foram e sim do grande resultado alcançado,pois o Brasil se fez representar muito bem jogando em igual condições, mesmo com todas dificuldades de preparação pois a confederação não estava nem ai para a seleção feminina.Então nos basqueteiros temos que nos orgulhar do Brasil não ser mais aquele que perdia sempre de 20 a 40 pontos de diferença e que em muitos campeonatos não passava nem do meio da quadra, o Brasil foi uma equipe que mostrou crescimento, evolução técnica e renovação, foi uma pena que caiu no grupo da morte, parabens meninas voces foram as melhores, por isso voces estavam lá. Parabéns a toda comissão técnica, apermanencia de voces para 2016, concerteza estaremos no podium. A culpa é do Caju que luta contra tudo e contra todos com esse feminino e agora todo mundo é o pai da criança." SE EU NÃO SEI FAZER, SENTO E BATO PALMAS PARA QUEM SABE FAZER".

    ResponderExcluir
  3. vi no facebook que derrota seja por 2 ou por 40 pontos é derrota.

    Ai me perguntei: Será que quem escreve isso não viu como as meninas jogaram de igual pra igual com seleções que tem apoio de suas confederações, e que tem material bom pra usar, e que principalmente: jogam amistosos internacionais e estao sempre viajando para competições onde adquirem maior conjunto e mais experiencia.

    Onde está o conhecimento de basquete de quem pensa assim? Pq falar isso das meninas? Pq nao detonar a VERGONHOSA comissao tecnica masculina q por mais merda que faça permanece lá!

    Parabéns pras meninas SIM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os amantes do basquetebol2 de outubro de 2012 09:19

      O fator relevante da participação do Brasil e quantidade de entidades no campeonato brasileiro feminino esperamos sim que essas equipes de continuidade ao seu trbalho não sejam formadas so com objetivo de ganhar do All Star Rodas se não conquistar seu objetivo sumam pois a estrada e grande e precisamos aprender a caminha pulando os obstaculos em busca do reconhecimento do basquetebol feminino dentro do nosso Pais

      Excluir
  4. Quando leio no site da CBBC que o basquetebol é o esporte número UM do Brasil, me arrepia a alma,esporte número UM é aquele que mostra desenvolvimento,crescimento,investimento,profissionalismo e como consequencia resultado.Estamos muito longe desse slogan...É fato a evolução da seleção feminina,mas é fato tbm que precisamos avançar,com inúmeros clubes desenvolvendo a modalidade,é hora de investir na base.A hora da mudança é agora,acabamos de passar por um pleito eleitoral em nosso país que sirva de exemplo para termos atitude e lançarmos uma mudança com compromisso e profissionalismo.Pois quando elegemos nosso representante,depositamos ali nosso VOTO DE CONFIANÇA DE QUE ESTAREMOS SENDO BEM REPRESENTADOS e não a merce de cargos de confiança para manter líderes(?) no poder.Queremos realmente ser o esporte número UM,mas não da maneira como esta sendo feito.BASQUETEBOL COM PROFISSIONALISMO E RESPONSABILIADE.

    ResponderExcluir

Comente algo que enriqueça essa discussão!